Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Fundamentação Teórica

Aqui fica alguma da fundamentação teórica em que nos baseamos para desenvolver o trabalho do 1º Período.

Com a análise de dados e ao longo do projecto em si, este trabalho dar-nos-á lucidez para compreender-mos o que motiva e leva a aderir a esta prática, ou seja, o que leva as pessoas a terem determinado comportamento e atitude perante o próprio corpo.

 

 

Tatuagens e Piercings – Um novo estilo de vida?

 

Estilos de vida são: "práticas quotidianas e formas de consumo que envolvem escolhas particulares (...)" (definição retirada do Dicionário de Sociologia, Porto Editora, 2002).


Muitas pessoas não se contentam em copiar estilos de vida de outros, preferindo, assim, construir o seu próprio, dando início a uma nova era de "novos estilos de vida".


Desde os mais remotos antepassados históricos que o homem "marca" em si símbolos da sua cultura na pele. Por exemplo, para os egípcios, tatuar o corpo era uma marca de religiosidade. O mesmo ocorria também nas comunidades primitivas do Pacífico, nas quais essa marca na pele funcionava como sinal de ascensão social, ou seja, quanto mais tatuados fossem, mais elevado era o seu estatuto na comunidade. Pelo contrário,  no caso do Japão, as tatuagens eram usadas como uma maneira de punir, daí resultar, provavelmente, a ideia que as pessoas de hoje em dia têm em relação a esta realidade social.


Apesar de tudo o que as pessoas possam pensar e dos riscos que isso possa causar, a verdade é que a tatuagem e os piercings passaram a fazer parte da cultura do nosso país.


A resposta mais dada à pergunta "o que te leva a aderir a estas práticas" poderá ser: "para ser diferente". Mas será que é mesmo assim? A realidade, apesar de todas as ideias que se possa ter e de todos os males que isso possa implicar é só uma: cada vez mais existem pessoas que gravam na pele certas imagens, que à partida as cativam e provavelmente lhes embelezam o corpo.

 

 

Tatuagens e Cultura Urbana

 

O que por vezes chamamos de radical, na cultura urbana juvenil implica sempre certos graus e tipos de riscos. Esse comportamento radical dos jovens tem passado, maioritariamente, pela modificação do corpo humano. Essa modificação remete para a alteração daquilo que nos é dado tão humanamente desde que nascemos, ou seja, o nosso corpo.

 

 

Tatuagem e Piercing

 

Em algumas culturas a vontade que a população tem de viver no limite integra-se, literalmente, através das tais modificações corporais que, por vezes, são bastante excessivas.
A tatuagem e o piercing, tal como muitas outras práticas, também têm regras básicas; por exemplo de higiene, na sua aplicação e uso.

 

by saloiadas às 00:37
link do post | comentar | favorito

.: posts recentes

.: Estratégia de Intervenção

.: Balanço do 2º Período

.: Relatório das Apresentaçõ...

.: Preparação do Inquérito

.: Análise das Entrevistas

.: Relatório da Visita de Es...

.: Balanço do Período

.: Take a look :)

.: Entrevistas

.: Continuação das Entrevist...

.: arquivos

.: Março 2008

.: Janeiro 2008

.: Dezembro 2007

.: Novembro 2007

.: Outubro 2007

.: pesquisar

 

.: Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.: links

.: mais sobre nós